O Programa Criança feliz foi lançado nesta quarta-feira (21), no auditório da câmara municipal de vereadores.  O evento foi marcado por apresentações de crianças beneficiadas com o projeto. A secretária de assistência social Carmen Lúcia, fala sobre benefícios do programa na comunidade: “A comunidade tem tudo a ganhar, são profissionais que estão aí pra ajudar a família na orientação.” A doméstica Leidiane Moura (mãe de aluno), diz sobre sua experiência com o programa: “pra mim como usuária, é uma grande e enorme gratificação porque assim poderemos tirar muitas crianças das ruas”.

O evento reuniu a comunidade e representantes do legislativo e gestão municipal. A vereadora Aninha Setúbal fala sobre os benefícios á comunidade “esse projeto vem trazer um fortalecimento para os programas já existentes como o bolsa família.”, o também Vereador Edinaldo Camargo complementa: “Esse projeto é de extrema importância porque vai colaborar com as  famílias, integrando e aproximando famílias e a Secretaria de Assistência Social”.

O secretário de planejamento Vicente Cardoso fala dos benefícios á população: “Pra população de São Domingos, ele vem trazer os benefícios de aproximar, os serviços oferecidos pelo CREAS (Centro de Assistência Social), pelo CRAS (centro de Referência em Assistência Social), às famílias; principalmente aquelas famílias que são cadastradas no programa Bolsa Família”.

A coordenadora do projeto Silvana Cabral, fala sobre o que é o programa: “O projeto criança feliz, está como o programa primeira infância no SUAS, porque é um programa do governo federal, e ele está na secretaria de assistência social; então ele é um programa intersetorial, por isso que ele é conhecido como criança feliz”.

   O programa primeira infância no SUAS materializa a participação da política de Assistência Social no Programa Criança Feliz; potencializam as atenções já desenvolvidas pela política de Assistência Social às gestantes, crianças na primeira infância e suas famílias, trazendo novos elementos para fortalecer o enfrentamento da pobreza, além da questão de renda e para redução de desigualdades.

Deixe seu Comentários com o Facebook

comments

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here